Blog

Fique por dentro do mundo das Tecnologias Inteligentes!

Smartband com Pedômetro. Saiba qual é a utilidade desse equipamento

O objetivo do equipamento é incentivar a sair da cadeira e dar uns passinhos por aí. Parece pouco, mas com o tempo esta se torna uma ótima estratégia para vencer o sedentarismo e na ajuda a perder peso.

Um estudo recente realizado na Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, detectou que, depois de 12 semanas de uso de uma smartband com pedômetro, os participantes estavam muito mais ativos fisicamente e mais magros. Isso mesmo! Cada um deles havia perdido, em média, 1,5 kg só substituindo tarefas antes realizadas de carro por caminhar – estimulado pela contagem dos passos via pedômetro.

Smartband contra o Sedentarismo

A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que, para sair da linha de sedentarismo, é preciso dar ao menos 10.000 passos por dia, o que representa algo em torno de 7 a 9 km/dia.

  • Entre 5.000 e 10.000 passos: a pessoa é considerada sedentária de risco médio;
  • Abaixo de 5.000 passos por dia é considerada sedentária de alto risco;
  • Para jovens e crianças: o número ideal sobe para 12.500;
  • Para idosos: o número cai para 8.500 passos por dia.

E, para contabilizar esses passos, as smartbands com pedômetro têm se destacado.

Essas pulseiras, além dos passos, também fornecem estimativas de calorias perdidas e distância percorrida, registrando tudo em um app de celular.

E para atingir essa marca de passos dados vale tudo: desde realizar os exercícios convencionais, como uma caminhada no parque, ou ser consciente nos próprios movimentos do dia a dia, como trocar o elevador pelas escadas e realizar mais atividades a pé em vez de usar o carro ou o transporte público. Só não se esqueça que quanto mais você ficar parado, o seu pedômetro também ficará.

caminhada-emagrece-onme

Hora de Evoluir

A progressão do número de passos deve ser gradual. A recomendação é um aumento de 10% do número de passos por semana. Isso por que a intensificação da quantidade de passos deve obedecer a características individuais e todos devem ficar atentos aos sinais do seu corpo, como frequência cardíaca, cansaço e dores corporais. Se você tem problemas de saúde, é fundamental o acompanhamento médico.

À medida que você usar a smartband com pedômetro, maior será a vontade de se exercitar.

Não se limite às caminhadas encaixadas na rotina, como ir à padaria a pé. O objetivo é progredir e reservar um tempo do seu dia para caminhar ou correr. Daí em diante o céu é o limite. Descubra as atividades que você sente prazer em realizar e torne-as parte do seu dia a dia.

E lembre-se: como a caminhada e a corrida são atividades aeróbicas, é importante logo inserir algum exercício para fortalecer a musculatura, como a própria musculação ou o pilates, e também exercícios de alongamento, na agenda de atividades.

Smartband com Pedômetro

A Smartband com Pedômetro, como a TCD1 ou a HR1 da OnMe, é utilizada no pulso e funciona a cada movimentação da pessoa. Há um sensor que, toda vez que o indivíduo balança o braço, conta como um passo – é o movimento natural do braço ao caminhar que contabiliza os passos dados.

smartband

A distância percorrida e as calorias perdidas são estimadas depois de um cálculo interno do equipamento, levando em conta seu peso, altura e gênero.

Um dos detalhes é que o pedômetro – integrado ou não a uma smartband – não mede a distância precisa. Quando você está em uma subida, por exemplo, seus passos são menores, mas o pedômetro conta como se fosse da mesma largura de uma reta. Já para uma caminhada em terreno inclinado, que muda a direção e o declínio, o pedômetro vai fazer uma certa diferença, mas manterá a distância média dos passos em linha reta e sem inclinação.

Então, para ver a precisão da sua smartband com pedômetro, basta contar em uma caminhada em terreno plano quantos passos você deu, e em seguida comparar com os passos contabilizados pelo equipamento.

 

Fontes dos dados: Minha Vida.

Leia também:

Deixe uma resposta

Scroll to top